Anos Incríveis

  Ficha Técnica

Título original: The Wonder Years

Criadores: Neal Marlens e Carol Black

Ano: 1988 à 1993

Trilha Sonora: Stewart Levin e W.G. Snuffy Walden

Elenco: Fred Savage, Dan Lauria, Alley Mills, Olivia d’Abo, Jason Hervey, Danica       McKellar e Josh Saviano

Com seis temporadas, a série “Anos Incríveis” é indiscutivelmente uma das melhores já produzidas. Aqueles que se arrepiam de escutar “With a little help from my friends” na voz rouca de Joe Cocker sabem muito bem do que estou falando. É tema da abertura e já traz seus ares de nostalgia com a apresentação de cenas caseiras de uma típica família norte americana do final dos anos 60 em seus momentos de briga, brincadeiras e confraternização. A família em questão é a de Kevin Arnold, um garoto de 12 que está iniciando o high school e passa todas as vivências que se pode esperar de alguém com essa idade: o primeiro amor, o medo dos pais, as brigas com os irmãos e os fiéis amigos.

Tudo isso é narrado pelo próprio Kevin já adulto, e a frequente discordância entre a fala real do menino e essa voz em off, a transforma numa espécie de consciência não atendida do personagem.

A trilha sonora de “The Wonder Years” é absolutamente impecável, digna de amolecer o coração de qualquer nostálgico. Ela faz juz ao período retratado e compõe de maneira muito delicada o perfil e o humor dos personagens. O amor entre Kevin e Winnie é embalado pelo belo dedilhado de “Winnie Cooper’s theme”; a rebeldia da irmã grita através da guitarra de Jimmy Hendrix com “Foxy Lady” ou qualquer outra de Bob Dylan; o tão comum pesadelo de aparecer só de cueca em frente a sala de aula tem a penumbra de “Riders on the storm” do The Doors. E olha que ainda estou só nos primeiros capítulos, ou seja, a lista é gigantesca e fantástica!

Para a tristeza dos fãs da série, ela não foi lançada em DVD. Motivo? A TRILHA SONORA! Com 115 capítulos a quantidade de músicas usadas foi tamanha que hoje é uma encrenca absurda e infindável conseguir os direitos para a reprodução. Há promessas de que esse box ainda sairá, até lá, matemos a saudade dessa família que fez parte de uma geração ao som de Joe Cocker!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s